Haco Etiquetas turbina a produtividade com o Preactor 12

produtos_isolados_light

Atuando há mais de 85 anos no mercado de identificação, a Haco é reconhecida no mercado como líder em etiquetas e possui amplo portfólio de soluções, que atende diversos segmentos de mercado, exportando para mais de 30 países. Atualmente possui 6 fábricas, sendo uma em Portugal e as demais espalhadas pelo Brasil, e emprega mais de 2 mil colaboradores.

Entre 2013 e 2014, a HACO investiu para atualizar, potencializar e ampliar a utilização do Preactor, ferramenta que a empresa já possuía há muitos anos mas que estava com a utilização limitada. O foco do projeto eram as fábricas de tecelagem e acabamento da matriz, em Blumenau/SC, e também a sua unidade de fabricação gráfica, em Massaranduba/SC. Na opinião do Gustavo Figueiredo, Programador da Produção e Key User do Preactor, a característica mais interessante do Preactor 12 são os recursos que dão o dinamismo e a interatividade no Gráfico de Gantt: “Através dele, podemos enxergar a programação com uma riqueza muito grande de detalhes, avaliando de que forma as diversas características relevantes dos produtos interferem na produção.”

O projeto teve a duração de 6 meses, não teve atrasos significativos na sua execução e continua incorporando melhorias através do suporte da empresa Neo.

“A NEO é uma empresa que realmente enxerga o cliente como um parceiro de longa data. O destaque fica por conta da competência técnica, embasamento acadêmico e muita coerência na sugestão de soluções.”
LUCIANO MONDINI, Gestor de Operações

A solução roda totalmente integrada ao Wintree, sistema ERP especialista para o setor têxtil. Em menos de 5 minutos, todas as informações são atualizadas. Gustavo explica como é a rotina atual de utilização do Preactor: “Inicialmente é feito o dimensionamento de recursos de todas as unidades fabris (matriz e filiais). A seguir, são geradas as ordens de produção e é executada a integração para atualizar o Preactor de acordo com o que está realmente acontecendo na fábrica. Com o apoio das informações analisadas no Preactor, fazemos um pequeno briefing, onde são levantados pontos de atenção na produção como disponibilidade dos recursos e problemas em geral. Atualizamos estas informações no Preactor e executamos a regra de programação automática, que roda em menos de 5 minutos.”

E ainda destaca: “Atualmente, todas as características, regras e restrições que interferem na produção estão configuradas no Preactor. Ao toque de um botão temos um sequenciamento ótimo das ordens na fábrica. Nesse ponto cabe ao programador criticar essa programação e realizar pequenos ajustes quando decide privilegiar um pouco mais o setup ou o prazo de entrega.”

Através do Preactor, a HACO pode gerar vários cenários de simulação que  possibilitam decidir entre a melhor alternativa, considerando o nível de serviço ao cliente e a otimização da capacidade da fábrica. De acordo com Dulce Bruns, Gerente de PCP, “todas as restrições são consideradas: processo, recursos produtivos, melhor sequencia de set-up, mão de obra, entre outros. O grande diferencial sem dúvida é o tempo de resposta que nos garante agilidade na tomada de decisão. Em um ambiente cada vez mais competitivo e extremamente dinâmico, sem dúvida o Preactor é fundamental”.

“Com a ferramenta, conseguimos um grau de aderência superior a 95%, em relação a programação prevista versus realizada. Este desempenho comprova o sucesso da implantação!”
DULCE BRUNS, Gerente de PCP

O resultado do projeto trouxe ganhos significativos e tangíveis em relação a redução de setups, aumento de produtividade e acuracidade na promessa de prazo de entrega.

“O Preactor nos permite enxergar com clareza os gargalos dinâmicos do nosso processo e atuar diretamente para aproveitar melhor os recursos da fábrica.”
LUCIANO MONDINI, Gestor de Operações

Segundo Gustavo Figueiredo, “antes a otimização de setups ficava dependendo da capacidade do programador de ponderar entre cliente, setup e prazo de entrega, algo quase impossível de se fazer manualmente considerando o nosso volume de ordens de produção e a quantidade de recursos. Com o sequenciamento inteligente gerado automaticamente a partir das matrizes de setup, chegamos a ganhar até uma hora por dia em cada máquina, cerca de 5% de produtividade.”

“Através do Preactor, conseguimos realizar simulações de promessa de prazo de entrega de forma muito mais rápida e com maior acuracidade.”
GUSTAVO FIGUEIREDO, Key User Preactor

Para o futuro, os planos são de melhoria continua em relação a solução atual e expansão. De acordo com Luciano Mondini, “queremos ampliar o uso do Preactor para todas as unidades de negócio e filiais da HACO. O objetivo será conectar todas as fábricas em uma visão consolidada, melhorando a logística e a gestão dos gargalos de produção”.

Saiba mais sobre o Preactor.

Autores

Alexandre Erhart
Engenheiro de Produção com especialização em Logística Empresarial. Possui 10 anos de experiência em consultoria de gestão da produção e sistemas APS e é responsável por dezenas de cases reconhecidos e premiados internacionalmente. Dedica-se a pesquisar ferramentas e técnicas de gestão da manufatura e a encontrar formas de adaptá-las com um toque de criatividade e tecnologia à realidade das empresas em que presta consultoria. Apaixonado por viagens, ex-lutador de boxe e aventureiro nas artes culinárias, adora ouvir blues ou clássicos do rock e degustar cervejas especiais.
Leia mais posts de Alexandre Erhart
Arthur Pontalti
Engenheiro de Produção pela UFRGS e pelo Grenoble INP da França. Admirador das filosofias Lean e Teoria da Restrições, observa os conceitos tanto no dia-a-dia quanto desenvolvendo novas soluções. Já utilizou essa "sina" tanto em organizações públicas como também em startups. Curti um bom futebol e uma boa música, além de conhecer novos lugares ao redor do mundo e suas cervejas.
Leia mais posts de Arthur Pontalti
Bernardo Henrique Leso
As competências adquiridas na UFRGS e INP de Grenoble, França, junto às experiências profissionais em gestão de projetos, consultoria, indústria, setor de serviços e acadêmico permitem indicar a minha aderência ao grupo de engenheiros que engendram esforços e enxergam pessoas como pessoas e não como recursos. Dos engenheiros que colocam na conta, não apenas custos e ganhos, mas também responsabilidades e deveres sociais e que acreditam que ser engenheiro de produção é uma tarefa fácil perante o desafio que é ser uma pessoa engajada e que confronta os desafios da vida profissional com um gerenciamento pessoal sustentável e consciente dos seus impactos.
Leia mais posts de Bernardo Henrique Leso
Bernardo Knackfuss
Engenheiro mecânico pela UFRGS com experiência de indústria na área de PPCP, metido a programador desde os 12 anos de idade e fascinado por sistemas dinâmicos multi-variáveis. Gosta de aprender o máximo de coisas que consegue todos os dias e, quando não está fritando a cabeça com algum puzzle, curte ler livros sobre de tudo um pouco ou tocar um thrash metal progressivo em uma guitarra sete cordas.
Leia mais posts de Bernardo Knackfuss
Bruno Bortolatto
Engenheiro de Produção com mais de 4 anos de experiência na indústria metalmecânica e 5 anos como consultor APS. Já atuou em diversos projetos de sucesso, tanto nacionais quanto internacionais. Busca sempre prover as melhores soluções para tornar o cotidiano da gestão da produção mais tecnológico, eficiente e prático. Apaixonado por futebol e boa música, leva o dia a dia de maneira energizada e descontraída.
Leia mais posts de Bruno Bortolatto
Bruno Santos
Engenheiro de Produção formado na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, pós-graduado em Gerenciamento de Projetos pela FGV e mestrando em Economia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Possui 7 anos de experiência no ramo de consultoria e mais dois anos trabalhando como Analista de Negócios na área de TI de uma grande empresa de Mídia do Rio Grande do Sul. Uma das áreas de conhecimento que mais lhe interessa é a parte que explica as relações existentes entre o comportamento humano como indivíduo e como sociedade, ou seja, vivendo em grupo. Está em uma fase da vida onde prioriza a individualidade, o respeito e o convívio social, aproveitando cada minuto para estar com pessoas felizes e em evolução.
Leia mais posts de Bruno Santos
Marcel Meyer
Engenheiro da cadeia logística pelo Grenoble INP e engenheiro de produção pela UFRGS. Possui 6 anos de experiência em atividades de consultoria relacionados a Lean Manufacturing, sistemas APS e Gestão de Conhecimento, inclusive em projetos internacionais. Acredita na complementariedade das disciplinas para a formação de um bom profissional, por isso é apaixonado por aprender tudo aquilo que ainda não sabe. É casado com as disciplinas exatas, mas também tem amantes. A música, a filosofia, o cinema, a gastronomia e as viagens que o digam. Confia no construtivismo social para o progresso da humanidade e sonha em algum dia ver uma educação qualificada disponível para todos.
Leia mais posts de Marcel Meyer
Nibele Rodrigues
Engenheira Eletricista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e técnica em Eletrônica pela Fundação Liberato. Realizou graduação sanduíche na Universidade de Newcastle (Reino Unido), tem experiência de um ano e meio como Trainee no varejo e atua como Gerente Comercial da NEO desde março de 2018.
Leia mais posts de Nibele Rodrigues
Pedro Bitencourt
Engenheiro de Produção formado pela UFRGS e Engenheiro Industrial formado pela INP-G (França), é um especialista em soluções tecnológicas APS. Pelo seu gosto pela lógica e certa facilidade de lidar com pessoas, interessou-se por consultoria desde a faculdade, tendo sido consultor em projetos nas áreas de supply chain e operações, em empresas de diferentes portes. Curioso em saber como grandes companhias funcionam internamente, trabalhou inclusive em empresas Fortune 500. As características que o levaram a ser consultor, também são as que o levaram a gostar de poker, xadrez e estar acompanhado de, apesar de raras, boas e instigantes pessoas. #pizza #churrasco #guitarra #pinkfloyd
Leia mais posts de Pedro Bitencourt
Rafael Luchese
Engenheiro de computação pela UFRGS e engenheiro generalista pela École Centrale de Nantes (França). Programador full-stack, especialmente interessado em arquitetura de software e banco de dados. Aventureiro da engenharia de produção, com 3 anos de experiência em softwares APS. Motivado pela busca de soluções atualizadas e otimizadas para atender os desafios com os quais se depara. Nas horas vagas, encontra tempo para um bom livro, um bom filme / série, uma boa gastronomia, sempre em boa companhia.
Leia mais posts de Rafael Luchese
Victor Todeschini
Engenheiro de Produção, sócio da NEO e mestrando pela UFRGS. Possui 6 anos de experiência em consultoria direcionado a gestão da produção e implantação de sistemas APS. Busca conciliar conceitos da academia com a prática do PCP moderno, mantendo-se atualizado pelas tecnologias emergentes. Foca em trazer para o cliente novas metodologias para otimizar seus processos. Apaixonado e sempre atualizado em seriados. Não abandona as origens do Heavy Metal e do café para motivar o dia-a-dia de trabalho.
Leia mais posts de Victor Todeschini